Quando usar as decorações natalinas?

Salve Maria!

Esperamos que todos tenham iniciado bem o Tempo do Advento.

O pequeno texto que segue abaixo é uma tradução minha de parte de um artigo do Pe. Edward McNamara, oficialmente publicado no ZENIT e na EWTN. Foi no Advento de 2016 que pus esta tradução no Folheto Litúrgico Dies Domini, da Paróquia de Nossa Senhora do Amparo. Lembrando-me hoje do texto, posto-o hoje aqui para formação dos demais.

***

Quando usar as decorações natalinas?

Pe. Edward McNamara

Tradução por Luís Augusto Rodrigues Domingues

Esta questão é simples somente na aparência, pois os costumes em torno da celebração do Natal variam muito entre as diferentes culturas.

De um ponto de vista estritamente litúrgico, as preparações para receber o Menino Jesus intensificam-se a partir do dia 17 de dezembro e este provavelmente é um bom tempo para colocar o presépio da paróquia, exceto pela imagem do Menino, que é posta logo antes da Missa da Noite [do Natal] de uma forma mais ou menos solene.

Outras paróquias preferem colocar o presépio na Vigília do Natal.

Não há ritos oficiais quanto a este costume tão difundido.

Naqueles lugares em que se usa a Coroa do Advento, ela é colocada no I Domingo do Advento. O Ritual de Bênçãos da Conferência dos Bispos dos Estados Unidos contém um rito simples de bênção da Coroa do Advento que pode ser usado apropriadamente.

O dia 17 de dezembro ou o Domingo mais próximo também pode ser uma boa data para se colocar as árvores de Natal e outras decorações nos lares cristãos, mas isto realmente depende do costume local e da tradição. É desnecessário, contudo, cair sob o encanto do comércio que tende a antecipar o tempo do Natal, às vezes até para antes do início do Advento.

Dado que algumas decorações natalinas perderam seu significado religioso original, as igrejas devem ser cautelosas quanto ao seu uso e devem fazê-lo com muita discrição. Se forem usadas, todavia, tais decorações são melhor colocadas na Vigília do Natal, de modo a respeitar a integridade do Tempo do Advento.

Árvores de Natal são preferencialmente colocadas fora do santuário (=presbitério) e da igreja, e são melhor deixadas em entradas ou outra parte plana do terreno da igreja. Esta tem sido a prática na Praça de São Pedro desde o tempo do Papa João Paulo II.

Tanto quanto possível, as decorações devem ter temática religiosa, deixando as renas, doces e papai noel para o shopping ou ao menos dentro dos confins do salão paroquial para eventos infantis.

Dentro da igreja, fora o presépio, o Natal pode ser evocado, por exemplo, usando alguns arranjos tradicionais (como as chamadas poinsétias e azevinhos, plantas com as cores verde e vermelho) e outros elementos de acordo com a cultura.



Comentários

Mais acessadas no último mês

Rosário em Latim

Precônio Pascal - partitura e áudio (Portugal)

Ofício de Tenebrae (Trevas) na Forma Extraordinária do Rito Romano

"Exsultet" - A Proclamação da Páscoa ou Precônio Pascal

Batina - algumas perguntas e respostas