quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Meu Testemunho - 2

Caros Leitores,

Laudetur Iesus Christus,

Não tenho palavras para expressar a imensa felicidade que me envolveu desde o inicio ao fim de minha jornada neste ultimo final de semana de 02/12 a 04/12 do corrente ano.

Finalmente depois de 05 anos, amando, estudando e desejando participar da Missa na Forma Extraordinária pude realizar o desejo de unir minha alma ao sacrifício incruento de Nosso Senhor no rito que remonta aos apóstolos. Rito que é uma genuína expressão da "Lex orandi e lex credendi",  expressão que significa que a Liturgia (“lex orandi”) é estabelecida, ditada pela Fé (“lex credendi”). E, por ser a Liturgia a expressão externa da Fé, ela indica qual seja a Fé que a Igreja professava e professa. Todo este tesouro é claramente expressado na Liturgia "Damaso - Gregoriana" hoje denominada pelo Papa Bento XVI de Forma Extraordinária do Rito Romano - FERR.

Portanto, julgo ser proveitoso dar meu testemunho tal qual fez meu confrade Luís Augusto em um de nossos artigos aqui no blog.

Neste fim de semana viajei a Fortaleza/CE, era a Convenção 2011 de uma das empresas que trabalho. Ônibus lotado, todos os funcionários entusiasmados com a viagem, com o mar, com a convenção, com a beleza da cidade de Fortaleza.

Eu também estava animado, mas meus motivos eram outros. Tinha em mente que além de um crescimento profissional, aquela viagem me proporcionaria a graça de no Dies Domine (Domingo) subir ao Calvário, a Santa Missa, na Igreja de São João Batista do Tauape, onde é celebrada a FERR. Procurei preservar-me em espírito de oração para que minha participação fosse frutuosa.

No sábado foi a Convenção, cumpri meu dever como profissional. Ao cair a noite, após o jantar de confraternização, logo me recolhi. Antes de adormecer fiz uma oração especial a São João Apostolo, a Santa Maria Madalena, a Maria Santíssima para que me guiassem  ao Calvário de Nosso Senhor e que ensinassem a contemplar com espanto e temor o Rito Tridentino da Missa, codificada por São Pio V, que tão perfeitamente expressa o seu caráter sacrifical.

No Domingo, chegou o grande momento, despertei cedo para minha oração da manhã, não me arrisquei ir de ônibus, o tesouro que eu buscava é muito precioso, não poderia me atrasar. Estava hospedado no SESC em Caucaia, cidade que fica uns 20km de fortaleza. Segui tranquilo até a igreja São João Batista do Tauape. Lá chegando descobri que Padre Samuel, que celebra a FERR, também celebraria um batismo no Rito Extraordinário, lembrei-me do batismo de meu filho, João Gabriel.

Terminado o Batismo, chegou o grande momento, sentei-me nos primeiros bancos, peguei meu missal quotidiano Tridentino, presente de meu amigo Francisco há uns cinco anos, passei a semana estudando o ordo missae antiquor nele.

Cinco anos de espera, e,  finalmente não mais por vídeos, mas ao vivo, presente, ouvi a voz do sacerdote: "Introibo ad Altare Dei". Minha alma estremeceu respondendo: ad Deum qui laetificat juventutem meam.

 Bendito seja Deus, bendita a Igreja Católica Apostólica Romana, uma gloriosa santa Missa, um santo latim, uma missa Ad Orientem, perfeito sacrifício do Altar.


Meu irmãos esta alegria, sacralidade e reverência desejo ver implantada todos os Domingos na nossa Arquidiocese de Nossa Senhora da Dores, na Igreja Matriz de Teresina, e em quantas paróquias forem possíveis.

Ó sacerdotes de Teresina, de nossa diocese, nossos pais espirituais, alimentem nossas almas com uma missa bem celebrada, com reverência, respeito, sacralidade em ambas as formas do rito romano.

Lembrem-se das palavras de Nosso Senhor: "E qual o pai dentre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente"? Há muitos jovens, vossos filhos espirituais, que como eu e como a ARS vos pedem com fome a liturgia da Forma Extraordinária do Rito Romano. E o que nos será dado?

A Associação Redemptionis Sacramentum deseja, em nome de todos estes filhos, a Santa Missa Gregoriana, tesouro apostólico proposto a toda geração nova de católicos pelo Papa Bento XVI.

Caro leitor, una-se a nós neste santo desejo, neste novus motus liturgicus desejado e proposto pelo Papa.

Ecce Ego, Quia Vocasti Me
Per Ipsum Et Cum Ipso Et in Ipso
Mauro Alves

4 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Maurus e amigos da ARS,
Sua experiência deixou minha alma repleta de anseio e de sede pela Santa Missa Tridentina, já há muito o tenho mas ao vislumbrar a possibilidade que ela ocorra em nossa diocese inflama-me a sede. Sabendo de antemão rezei pra que você aproveitasse com santidade o sacrifício propiciatório, e vendo a sua alegria, também, alegro-me.
Junto a minha voz ao coro da ARS, nós jovens e todos os católicos clamamos pelo Rito extraordinário, ouve nosso pedido Igreja de Teresina, audi Teresina, Dominus Deus tuus loquetur.

Domine, exaudi orationem nostram
Marcos Paulo

Swytz Tavares disse...

Nós os fiéis de Fortaleza-CE acompanhamos com fé e perseverança, unidos aos fiéis piauienses, esta luta em prol da Sancta Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano em Teresina.
Esperamos que em breve seja possível o desfrutar desta benção papal, que vence assim o inimigo da Igreja de Cristo.

Anônimo disse...

essa missa das fotos e tridentina? pq o padre celebrou versus populum mas percebe se a sacralidade em uma liturgia bem celebrada

Luís Augusto Rodrigues Domingues disse...

Feliz Natal!
A Igreja do Tauape está situada como algumas basílicas romanas, com o altar para o ocidente.
Sendo assim, o sacerdote lá celebra "ad orientem versus populum", como diz o Missal antigo.