Reabertura gradual das igrejas em Teresina para 27/07/2020!

Salve Maria!

Com alegria publicamos agora a notícia postada hoje no site da Arquidiocese de Teresina: a reabertura gradual das igrejas em nossa cidade e arquidiocese iniciará no dia 27 deste mês, daqui a duas semanas.
Segue abaixo trecho da notícia, retirado do referido site:

Na data informada, os locais estarão autorizados a receber lotação máxima de 30% (trinta por cento) da capacidade da igreja ou capela, considerando as pessoas sentadas. Dentre outras orientações no documento, estão:

1. Disponibilizar/visibilizar meios de alertas: banners, placas, marcadores ou adesivos alertando para o inimigo comum e invisível: o novo Coronavírus;
2. A equipe da Pastoral do Acolhimento deve estar preparada para acolher e orientar os fiéis sobre a higienização, distanciamento e uso obrigatório e permanente de máscaras por todos os participantes das celebrações;
3. Disponibilizar dispensadores de álcool gel 70% em todos os espaços possíveis da Igreja;
4. Fazer o distanciamento nos bancos e cadeiras de, no mínimo, 02 metros entre os participantes;
5. Todas as portas e janelas deverão permanecer abertas para garantir a circulação do ar no espaço;
6. Quando possível, deve-se celebrar ao ar livre;
7. É necessário isolar bebedouros de bico inclinado;
8. Não usar, em momento algum, recipientes com água benta;
9. Isolar com fitas as imagens expostas para que essas não sejam tocadas;
10. Orientar para que os fiéis se retirem do espaço da igreja mantendo o distanciamento necessário, evitando cruzamentos de pessoas, também no estacionamento.

Rendemos graças a Deus pela melhora da situação de saúde que permite este gradual retorno. Claro que o Brasil e o mundo ainda enfrentam muitas dificuldades e a peste ainda ceifa muitas vidas. Continuemos fortificando a igreja doméstica, com oração e penitência.
Desde março (um total de quase 5 meses) as celebrações públicas foram suspensas na Arquidiocese de Teresina.

Comentários

Mais acessadas no último mês

Rosário em Latim

Como deve ser o toque da sineta/carrilhão na Consagração?

Batina - algumas perguntas e respostas

O lugar do batistério na igreja

Sobre a saudação Dominus vobiscum (O Senhor esteja convosco) e sua resposta