terça-feira, 16 de agosto de 2011

Solenidade de Nossa Senhora do Amparo

Pax et bonum!

Que grande omissão a minha, caríssimos: não informei no blog sobre o Novenário de Nossa Senhora do Amparo, padroeira da cidade de Teresina, que aconteceu de 07 a 15 deste mês. 
Hoje, dia 16, é a Solenidade de Nossa Senhora do Amparo, onde também se comemora o aniversário de fundação da cidade de Teresina, que completa seus 159 anos (capital bem jovem, comparada a outras do Nordeste e do Brasil em geral).
Tivemos uma Missa às 6h30 na Igreja de São Benedito. Às 8h a Imagem da Santíssima Virgem foi levada em procissão para a Igreja Matriz, acompanhada pela Banda 16 de Agosto. Às 8h30, com a chegada da Imagem, houve a Marcha Pontifícia (reproduzida de mídia, não ao vivo) e a execução do Hino da Cidade.
A Imagem foi introduzida em sua casa (a Matriz do Amparo), seguida pelas autoridades do Estado e do Município. Logo em seguida houve a procissão de entrada, da Missa solene.
Houve muitas partes em latim. O livreto é testemunha. Disponibilizei-o no Gloria.TV para a devida apreciação de quem desejar.

Para muitos hoje é apenas um dia de festa. Obviamente, somos gratos a Deus todo-poderoso e à Virgem Maria por tudo de bom que já têm feito a nós, teresinenses. Mas ainda temos muito o que enfrentar.
Recordava durante a procissão de que espiritualmente gostaríamos de marchar por toda a cidade, calcando com os pés tantas manchas de pecado, que deixam as almas muito mais sujas que os nossos dois queridos rios Parnaíba e Poti. Certamente, as primeiras são as que estão em nossas almas.
Num momento paramos ao lado da Praça João Luís Ferreira, para rezar. E Deus sabe muito bem pelo que rezei neste momento...
Logo na parada seguinte rezamos pelas famílias, aproveitando a Semana Nacional da Família. Esta, em Teresina, se encerrará enquanto se inicia a "7ª Semana do Orgulho de Ser" (não precisa de explicação...).

Acho que nunca é demais recordarmos o Catecismo da Igreja (parágrafos 1849-1850):

O pecado é uma falta contra a razão, a verdade, a consciência reta; é uma falta ao amor verdadeiro para com Deus e para com o próximo, por causa de um apego perverso a certos bens. Fere a natureza do homem e ofende a solidariedade humana. Foi definido como "uma palavra, um ato ou um desejo contrários à lei eterna".
O pecado é ofensa a Deus: "Pequei contra ti, contra ti somente; pratiquei o que é mau aos teus olhos" (Sl 51,6). O pecado ergue-se contra o amor de Deus por nós e desvia dele os nossos corações. Como o primeiro pecado, é uma desobediência, uma revolta contra Deus, por vontade de tornar-se "como deuses", conhecendo e determinando o bem e o mal (Gn 3,5). O pecado é, portanto, "amor de si mesmo até o desprezo de Deus". Por essa exaltação orgulhosa de si, o pecado é diametralmente contrário à obediência de Jesus, que realiza a salvação.

Santíssima Mãe de Deus, Senhora do Amparo, Padroeira da cidade de Teresina, confiamo-vos nosso povo e humildemente aguardamos o vosso auxílio, junto do Senhor adorável, vosso Filho, Jesus Cristo. Amém.
"Tu és a grande honra de todo o nosso povo!"

Por Luís Augusto - membro da ARS

Um comentário:

matheus disse...

Caro amigo Luis Augusto sou aquele rapaz que falei com voce na igreja do amparo no dia do aniversário da cidade meu blospot: www.matheus-pi.blogspot.com gostaria que voce desse e uma passadinha por lá gostei muito de voce e gostaria depois de falar como formar um garoto em mestre de cerimonia pois eu tambem gostaria bastante de ser mestre de cerimonia caso vc queira comunicar comigo meu email:matheus-pi@hotmail.com parabens pela solenidade do dia 16 ate mais