sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

7 anos de ARS e situação atual

Pax et bonum!
Salve Regina!

Ontem, dia 14, a Associação Redemptionis Sacramentum completou 7 anos de existência. Seria tempo de talvez já sermos uma grande Associação, com um grande apostolado, conhecida talvez em toda a nossa cidade ou arquidiocese... Mas somos apenas um grupo de pessoas, que já passou por várias tribulações e momentos de desânimo, mas que se mantém, às vezes com maior ou menor fervor, na missão de viver e difundir o "espírito litúrgico" que, como escreveu um de nossos patronos - o Servo de Deus Pe. João Baptista Reus, SJ -, "consiste em estudar, estimar, explicar, promover e defender a Liturgia", o que temos tentado fazer individualmente e em grupo, através das missões que nos foram/são dadas na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo, através de nossas reuniões e formações, através de nosso blog e nossa fanpage, bem como apoiando iniciativas similares.

Um de nossos desejos, desde o início, foi trazer o tesouro da Forma Extraordinária do Rito Romano para nossa Arquidiocese, missão comumente difícil no Brasil e no mundo, por conta, muitas vezes, de uma estranha rebeldia ou indiferença para com o Magistério da Igreja, especificamente a legislação expressa nos documentos Quatuor abhinc annos, Ecclesia Dei [Adflicta], Summorum Pontificum e Universae Ecclesiae.

Depois de vários anos, e de vários ensaios, e de algumas audiências com o Arcebispo de Teresina, no estimado Pe. José de Pinho Borges Filho, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Amparo, ousou celebrar a sua primeira Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano. Aprendê-la não foi e não tem sido tarefa simples, sobretudo quando se pensa num sacerdote acostumado somente com a Forma Ordinária, celebrando-a inúmeras vezes há mais de uma década. Há ainda imperfeições e dificuldades? Há. E é estimulante estudar e esforçar-se neste aspecto. Também os fiéis acabam por reaprender a participar da Santa Missa, reconsiderando como estão rezando e esforçando-se por adaptar-se à língua latina.
A primeira Missa celebrada na Forma Extraordinária, por este nosso pastor, foi na tarde do Domingo de Todos os Santos, no ano passado, portanto a 01/11/2015.
A segunda Missa foi na Sexta-feira das Têmporas do Advento, a 18/12/2015.
A terceira Missa teria sido no último sábado, 09/01/2016, mas o referido sacerdote teve alguns problemas de saúde e ela foi cancelada.
A frequência que decidimos adotar inicialmente é a mensal. É provável que tenhamos ainda uma Missa em janeiro, por conta da que teve que ser cancelada. Todavia, o decidido é que a Missa seja dominical, mas celebrada como Missa vespertina, na noite do primeiro sábado de cada mês, às 19h, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo. Isto passa a vigorar em fevereiro.
Nossos leitores podem guardar - DEO GRATIAS - esta informação e repassá-la. Qualquer alteração será notificada no blog e na fanpage.

Enfim, nossos esforços têm dado resultado, ainda que com muita paciência e, muitas vezes, através de passos pequenos e lentos.
Aos nossos queridos leitores, pedimos uma prece, por caridade. E aproveitamos para dizer que nosso coro, que normalmente canta as composições presentes no Graduale Simplex, está aberto a homens com aptidão musical e facilidade para o latim. Quem se interessar pode enviar-nos email (ars.the@gmail.com) para receber novas informações.

Fotos da Missa de 01/11/2015:







Fotos da Missa de 18/12/2015:











Nenhum comentário: