sábado, 14 de janeiro de 2012

3 Anos da ARS - Missa na Forma Extraordinária

Pax et bonum!

175 dias se passaram da última vez em que nesta nossa Teresina se ouviu "Introibo ad altare Dei".
No mesmo horário - a Hora Terça (9h), recordando a descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos com a Santíssima Virgem Maria -, no mesmo lugar - o primeiro templo cristão edificado na cidade de Teresina, a Matriz de Nossa Senhora do Amparo -, pelas mãos do mesmo sacerdote visível - o Revmo. Pe. Samuel Brandão de Oliveira, religioso da Arquidiocese de Fortaleza -, e do mesmo Único e Eterno Sumo Sacerdote, nosso Senhor Jesus Cristo, foi oferecido o "Santíssimo Sacrifício da Missa", como diz o Concílio de Trento, em sua Forma Extraordinária, para o louvor e a adoração da Santíssima Trindade, a honra da Virgem Maria, a salvação das almas e em especial ação de graças pelo 3º aniversário da Associação Redemptionis Sacramentum.
Diferente da primeira, que foi um tanto reservada, divulgamos esta Missa durante uma semana, na Matriz do Amparo, com apoio do Revmo. Pe. José de Pinho, pároco e Coordenador do Setor de Liturgia da Arquidiocese, em grupos de oração e nas redes sociais da Web, sobretudo no Facebook.
A Missa foi rezada com canto, em honra da Virgem Maria (Missa "Vultum tuum", de Sancta Maria in sabbato), e estiveram presentes aproximadamente 100 pessoas.
Contamos com a inestimável ajuda do caríssimo conselheiro da ARS, o Seminarista Jorge Luís, atualmente no Seminário da Imaculada Conceição, da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, em Campos dos Goytacazes-RJ, que passa estes dias de férias por aqui.
Na homilia o caríssimo sacerdote falou das "três alvuras", no dizer de São João Bosco: o Santíssimo Sacramento, a Santíssima Virgem e o Santo Padre, que são os três amores indispensáveis para um católico.
"O Sonho de Dom Bosco"
Não deixamos, obviamente, de rezar nesta Missa, bem como fizemos na Missa anterior, em 23/07/2011, pelo bispo que será nomeado para esta nossa Arquidiocese. Deus nos conceda um bispo que guarde sempre e com toda força estes três amores: a Sagrada Eucaristia, a Virgem Maria e o Papa.
Esperamos em Deus que os presentes tenham permanecido com seus corações ao alto e que colham em suas vidas os frutos da obra de Cristo, pela Missa celebrada segundo a Forma conhecida por tantos santos!
Esta foi mais uma de muitas que virão, com fé em Deus!
Rezem, caros leitores, por nós, para que sejamos fiéis à nossa missão, de guardar um genuíno espírito litúrgico e de sermos como fermento em nossa Arquidiocese.
Agradecemos à Virgem Maria, Senhora do Amparo, e ao Servo de Deus Pe. João Baptista Reus, SJ, patronos da ARS.

Visão da nave pelo corredor central
Altar principal temporário, modificado para esta Santa Missa
Na sacristia
Fiéis durante as monições iniciais antes da Missa
O dia em que certos tesouros saem dos armários da sacristia...

Monição antes da Santa Missa
Pe. Samuel Brandão, sacerdote da Missa, e Pe. José de Pinho, pároco da Matriz
Leitura da Epístola
Leitura do Santo Evangelho
Homilia
Pe. José de Pinho
Inclinação para serem proferidas as palavras de Cristo durante a Consagração
Elevação da Hóstia consagrada, o Corpo de Cristo, o pão convertido na carne de Jesus
Elevação do Cálice com o Sangue de Jesus Cristo, derramado desde a agonia no horto até o golpe da lança na Cruz
Apresentação do Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo
Comunhão dos fiéis
Abluções após a Comunhão
Oração pós-Comunhão
Bênção final
Leitura do Último Evangelho
Preces Leoninas
Visão da nave central a partir do coro
Dominus nos benedicat

2 comentários:

Swytz Tavares disse...

Nós, os irmãos cearenses, que já desfrutamos deste benefício desde 2007, ficamos muito alegres com esta realização da ARS.

Nos solicdarizamos com esta bendita causa e fazemos votos que em breve a Sancta Missa no modo extraordinário do Rito Romano definitivamente seja realizado conforme o Motu Propio SUMMORUM PONTIFICUM de S.S. Papa bento XVI, principalmente pela legalidade do grupo de fiéis fixos, estáveis e em comunhão com o vaticano no desejo de realziação desta santa missa, conforme definido na referida carta apostólica, denominada de "Coetus Fidelium Stabilis". Esta é a melhor forma de se cobrar do ordinário local (bispo diocesano) a obrigação de atender esta comunidade ARS.

Que as bençaõs de Deus e Nossa Senhora esteja ao vosso lado sempre !!!

Claudiomar Filho disse...

PARABENS A ARS

MATÉRIA SOBRE A MISSA NO MAIOR PORTAL DE NOTICIAS DE PARNAIBA

http://www.proparnaiba.com/teologia/2012/01/12/missa-em-latim-no-pr-ximo-s-bado-14-de-janeiro.html