domingo, 24 de maio de 2015

Sobre a ARS e a Missa na Forma Extraordinária em Teresina - informações atuais

Pax et bonum!

A Associação
A Associação Redemptionis Sacramentum (do latim Sacramento da Redenção, referindo-se à Santíssima Eucaristia e à Instrução de 2004 da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos) é um grupo de fiéis da Arquidiocese de Teresina, membros de diversas paróquias, fundado em 14/01/2009, cujas intenções principais são estudar, apoiar, promover e conservar tudo o que recupere ou salvaguarde a celebração reverente e consciente dos Mistérios cristãos, nos moldes tradicionais do Rito Romano, nas duas Formas litúrgicas atualmente em uso na Igreja Católica Apostólica Romana. Procuramos fazer isto a partir de nossas reuniões (formações), da vida pessoal de cada membro, de alguns eventos e atividades e dos meios de divulgação virtuais (este blog e nossa fanpage na rede social Facebook).

A Missa na Forma Extraordinária
Temos como uma das metas mais importantes de nossa atividade a inserção da celebração da Santa Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano (ou seja, segundo os livros litúrgicos vigentes até 1962, antes das mudanças conciliares e pós-conciliares) na vida litúrgica de nossa cidade (Teresina-PI) e nossa Arquidiocese.
Temos organizado três celebrações eventuais, entre 2011 e 2012. A principal delas, com ampla divulgação, foi por ocasião dos 3 anos da Associação. Estas missas foram celebrada pelo Pe. Samuel Brandão, da Arquidiocese de Fortaleza.
Nosso pensamento acerca deste tema é o que aprendemos do magistério da Igreja, o que engloba, dentre outros documentos, a Bula Quo primum tempore (1570), o Indulto Quattuor abhinc annos (1984), o motu proprio Ecclesia Dei (1988), o motu proprio que atualiza as disposições legais anteriores, ou seja, Summorum Pontificum (2007), com a Carta aos Bispos, que o acompanha, e a Instrução Universae Ecclesiae (2011).

A ARS na Arquidiocese de Teresina
Não procuramos ser um grupo com feições cismáticas ou sectárias, nem nos achamos donos de um tesouro escondido. Somos um grupo de fiéis da Arquidiocese, inseridos na realidade de nossas paróquias, sob o pastoreio de nossos párocos e de nosso Arcebispo.
O grupo foi fundado durante o arcebispado de D. Sérgio da Rocha, com quem tivemos duas audiências de apresentação. Não tendo encontrado um sacerdote da arquidiocese disposto a celebrar a Missa na Forma Extraordinária, tentamos conseguir algum de outro local ou então que algum presbítero local se interessasse em aprender. No ano de 2011 trouxemos o Pe. Samuel, mas neste tempo D. Sérgio já tinha sido apontado para a Arquidiocese de Brasília e a Sé teresinense estava vacante. O mesmo ocorreu em 2012. Neste período alguns ensaios começaram a ser feitos com o Pe. José de Pinho Borges Filho, pároco da Matriz de Teresina, que sempre apoiou a ARS.
Nosso grupo passou por várias dificuldades, desafios e desânimos, mas conseguiu sempre ressurgir. Durante esses momentos, os ensaios também foram interrompidos, particularmente por dificuldades do fiel que estudava as rubricas com o citado sacerdote.
No início deste ano fomos encarregados do ministério do canto sagrado numa Missa mensal, nos primeiros sábados, na Matriz do Amparo. A ARS organiza um coro que, embora de forma amadora, estuda e canta os cantos do Graduale Simplex.
Aquilo que já fizemos enquanto grupo e enquanto fiéis em particular acreditamos ser um efeito real e benéfico do pontificado do estimado Papa Emérito, Bento XVI, que suscitou em todo o mundo um novo movimento litúrgico.

Últimas notícias
No final do ano passado tivemos uma audiência com nosso atual arcebispo, D. Jacinto Sobrinho, apontado para esta Arquidiocese em fevereiro de 2012. Outra nova audiência ocorreu no dia 01/04/2015, na qual o senhor arcebispo abençoou nosso apostolado, confirmando nossa liberdade para conseguirmos alcançar nossa meta relativa à Forma Extraordinária do Rito Romano. A ARS reafirma sua identidade e seu compromisso de comunhão concreta com o Ordinário local.
D. Fernando Arêas Rifan, Administrador da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, de Campos dos Goytacazes-RJ, em contato com dois membros da Associação, durante a Semana Santa, gravou uma singela e breve mensagem de bênção e apoio aos fiéis da ARS.
No dia 13/04 a Paróquia Nossa Senhora do Amparo publicou uma licença geral de um ano para a ARS, permitindo oficialmente que as capelas e igrejas da Paróquia sejam utilizadas pela ARS para as celebrações da Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano.
Clique para ver a imagem em tamanho grande e ler o Comunicado
Desde algumas semanas, não obstante algumas primeiras dificuldades de agenda, dois membros da Associação têm retomado estudos e ensaios das cerimônias do Missal de 1962 com o Pe. José de Pinho Borges Filho.
Ainda não há data marcada para uma primeira Missa, mas esta deverá ocorrer consideravelmente em breve, e logo será noticiada. O local será a Igreja Matriz de Teresina, a Igreja de Nossa Senhora do Amparo, no centro da cidade.
Acreditamos que esta celebração e tudo que ela traz consigo será de muito proveito para a vida espiritual de nossa cidade. Toda nossa motivação para isto pode ser compreendida estudando o próprio magistério da Igreja, sem paixões e sem preconceitos, mas com verdadeiro espírito católico, algo a que convidamos todos os que ouvirem falar de nós, sejam clérigos ou leigos.
Enfim, gostaríamos que ficasse absolutamente claro que os únicos meios oficiais de informação sobre a Associação e as missas que ela organizará e promoverá são este blog, nossa fanpage no Facebook e os atuais membros.

Enfim...
Para desde já preparar os fiéis para as celebrações que virão, quando Deus quiser, convidamos à leitura de várias postagens de nosso blog. Algumas delas:

Contamos com as orações de todos os amigos da ARS.
Que o Espírito Santo, que hoje desceu sobre a Igreja, nos conceda a perenidade da Páscoa do Senhor em nossas vidas!

Nenhum comentário: