sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Recuperemos o amor à Eucaristia!

O Arcebispo de Lima chamou os fieis a praticar uma urbanidade (cortesia, afabilidade) eucarística, consistindo na boa educação da piedade, respeito e adoração ao Corpo de Cristo. Esta exortação foi feita na Missa Dominical que celebrou na Basílica Catedral de Lima, no domingo, 23 de agosto, XXI do Tempo Comum.

Recuperemos esse amor à Eucaristia, recebendo Jesus com o corpo e a alma limpos, na graça de Deus. Que se utilize essa pequena bandeja da comunhão, para que no caso de uma partícula da Hóstia se desprender, não caia no chão. Por isso esta urbanidade, que devemos ensinar [a todos] desde as crianças até aos mais idosos”, exortou durante sua homilia.

Assim mesmo, o Pastor de Lima recordou que a Igreja Universal ensina que a comunhão Eucarística se recebe na boca, e de uma maneira extraordinária – com permissão do bispo - na mão.

A comunhão Eucarística se recebe na boca para evitar o uso da mão suja em contato com o Corpo de Cristo. Nesta arquidiocese, todavia, há a permissão (para se receber o Corpo de Cristo na mão). Digo isto, porém, porque cada vez mais peço aos sacerdotes e religiosos que este respeito visível ao Corpo de Cristo se manifeste e que não se esteja entregando o Corpo de Cristo como quem distribui papeis”, mencionou.

O Arcebispo de Lima também recordou que a forma correta de receber Jesus na Eucaristia requer uma preparação pessoal para se estar na graça. E no momento de recebê-lo, deve-se mostrar um sinal visível de respeito, que pode ser a inclinação da cabeça e, muito mais recomendável, receber a Santa Eucaristia de joelhos.

O amor do Cura d'Ars à Eucaristia

Por fim, o Pastor de Lima recordou, neste Ano Sacerdotal, o Santo Cura d'Ars, São João Maria Vianney, como um exemplo a se imitar no amor a Deus na Eucaristia.

“Deve-se ter essa boa educação do Corpo de Cristo. Abramos com confiança o coração a Cristo, deixemos que nos conquiste. Como dizia o Santo Cura d'Ars: nossa única felicidade nesta terra consiste em amar a Deus e saber que ele nos ama. Que a Virgem Maria com sua humildade nos ensine a ser mais respeitosos quando nos aproximamos para receber o Corpo de Cristo”, concluiu.

Obs: os grifos são meus.

Traduzido por Luís Augusto - membro da ARS

Nenhum comentário: