terça-feira, 7 de maio de 2013

A Cristandade a caminho na 31ª Peregrinação de Chartres

Pax et bonum!

Recordando uma postagem anterior, em que, no seu testemunho, um sacerdote falava sobre a Peregrinação de Chartres, na França, compreendi que seria interessante falar um pouco da mesma, bem como fazer a publicidade da Peregrinação deste ano, que se trata da 31ª.
A Peregrinação de Pentecostes de Notre-Dame de Paris a Notre-Dame de Chartres, talvez pouco conhecida no Brasil, é uma peregrinação católica de três dias, organizada pela Association Notre-Dame de Chrétienté (= Associação Nossa Senhora da Cristandade) que acontece anualmente em torno da Solenidade de Pentecostes. Como diz a apresentação do site da Associação, são três diz para se viver e construir a cristandade do terceiro milênio.
Notre-Dame (= Nossa Senhora) de Paris é a famosa Catedral gótica parisiense, cuja construção foi iniciada no séc. XII. Notre-Dame de Chartres é também uma catedral gótica, cuja construção igualmente foi iniciada no séc. XII. Ambas, como os nomes dizem, têm a Virgem Maria como titular.
Esta fervorosa caminhada de três dias percorre cerca de 100 quilômetros e conta normalmente com 8 a 10 mil peregrinos. Estes são organizados em grupos de 20 a 60 pessoas, chamados de "capítulos". A caminhada passa pelas ruas de Paris e depois segue pelas estradas rurais, que podem ter pedra, lama, etc. 
Cada capítulo é acompanhado por pelo menos um capelão, que ouve as confissões e dá direção espiritual a cada peregrino.
A Peregrinação, que está na sua 31ª edição, utiliza a Forma Extraordinária do Rito Romano em suas celebrações. Esta é fomentada por estar impregnada de séculos de história. A língua latina, como recomendada pela Igreja, é bastante conveniente para este momento, que já chegou a reunir peregrinos de 21 países diferentes. Ela se apresenta assim, na oração, no canto, como eficaz sinal de unidade.
Neste ano, os peregrinos se encontrarão diante da Catedral parisiense às 6 da manhã do dia 18. O tema desta edição é: Education - Chemin de Sainteté (= Educação - Caminho de Santidade).
Esta enérgica, viva e fervorosa manifestação da fé e da tradição católicas têm como contexto uma Europa que, em meios a sinais duradouros de suas raízes cristãs, apresenta sinais de um laicismo exacerbado e de um ateísmo prático. Que este exemplo fortifique as peregrinações católicas em nossa pátria e anime em nós aquela alegria de guardarmos a fé católica frente ao mundo que lhe é hostil.
Seguem algumas fotos da peregrinação do ano passado (2012):




















Por Luís Augusto - membro da ARS

Um comentário:

Márcio Roberto disse...

Fantástico!! Talvez quem sabe no próximo ano organizemos uma caravana ARS para o evento!! ^^