quinta-feira, 7 de julho de 2011

4 anos de Summorum Pontificum

Pax et bonum!

Hoje, 7 de julho de 2011, completam-se 4 anos da publicação da Carta Apostólica sob a forma de Motu Proprio SUMMORUM PONTIFICUM, do Papa Bento XVI, que estabeleceu o Rito Romano sob duas Formas: ordinária (livros litúrgicos de 1969/70 até hoje) e extraordinária (livros litúrgicos com as edições típicas até 1962).
Pouco antes deste aniversário, a 13 de maio deste ano, a Pontifícia Comissão Ecclesia Dei publicou a Instrução UNIVERSÆ ECCLESIÆ, sobre a aplicação do Motu Proprio. Em seus primeiros parágrafos esclarece a finalidade do Motu Proprio: 

a) oferecer a todos os fiéis a Liturgia Romana segundo o Usus Antiquior, considerada como um tesouro precioso a ser conservado;
b) garantir e assegurar realmente a quantos o pedem o uso da forma extraordinária, supondo que o uso da Liturgia Romana vigente em 1962 é uma faculdade concedida para o bem dos fiéis e que por conseguinte deve ser interpretada em sentido favorável aos fiéis, que são os seus principais destinatários;
c) favorecer a reconciliação ao interno da Igreja.

Muitos pastores e fiéis já sofreram muito. Muitos ainda sofrem porque este "PRETIOSUS THESAURUS" lhes é negado ou ao menos dificultado.
Muitos, porém, graças a Deus, hoje exultam e celebram nesta Forma que lhes é cara, sem desprezo à Forma Ordinária do Rito Romano.
Capela do Santíssimo da Catedral de Nossa Senhora das Dores, Teresina-PI

Unimo-nos, nós da Arquidiocese de Teresina, que ainda não temos a Santa Liturgia segundo a Forma Extraordinária do Rito Romano, aos que se alegram por tê-la e aos que perseveram no diálogo, nas formações e nas tentativas para a conseguirem.

Saudamos de modo particular o Pe. Samuel Brandão e os fiéis da Associação Cor Mariæ Immaculatum de Fortaleza-CE.

Deus eterno e todo-poderoso, que no seio da Igreja Católica fizestes desenvolver-se organicamente o Rito Romano, para a celebração sóbria e solene dos vosso Sagrados Mistérios, em simplicidade e temor, concedei, nós vos suplicamos, aos fiéis que esperam e desejam, a celebração dos mesmos Mistérios segundo a Forma Extraordinária do Rito Romano, e fazei que tal precioso tesouro seja reconhecido e venerado por pastores e fiéis. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.


Pelo Motu Proprio Summorum Pontificum
pela Instrução Universae Ecclesiae 
e pela gradativa Reforma da Reforma, 
Santo Padre, nós vos agradecemos.

Por Luís Augusto - membro da ARS

Nenhum comentário: